Voltar     Blog
 

Como não perder o controle financeiro em época de gastos com o natal

O fim de ano chegou, e com ele vêm uma enxurrada de gastos extras.

22 de dezembro de 2020
4 min de leitura

O fim de ano chegou, e com ele vêm uma enxurrada de gastos extras com roupas, calçados, presentes, alimentos e viagens. 

O planejamento nessa época, mais que em qualquer outra é preciso, já que além destes fatores há a ocorrência de férias em algumas famílias, o que diminui ou anula totalmente o salário no mês de janeiro. 

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e divulgada pelo site Agência Brasil, o país encerrou 2019 com 65,8% dos brasileiros endividados em cartão de crédito, cheque especial, cartão de crédito, cheque pré-datado, crédito consignado, crédito pessoal, carnê de loja, prestação de carro ou prestação de casa. 

Isso significa que 2020 já foi iniciado com um considerável volume de contas a serem pagas, sem contar as que foram feitas durante o último mês do ano passado. 

Para evitar que você seja uma entre as muitas pessoas devendo até os botões em janeiro, temos algumas dicas de grande ajuda. Vejamos: 

  1. Faça um planejamento e siga-o. 

Muitas vezes, criar o planejamento não é problema, mas segui-lo, com certeza é. O planejamento de final de ano deve considerar todos os gastos fixos além dosvariáveis decorrentes do período. Dessa forma, anote as suas contas comuns (água, luz, imposto, combustível, cartão de crédito e outros), e não esqueça de adicionar à soma os valores para ceia de natal, confraternização de ano novo, amigo secreto da empresa, festinha dos filhos na escola, viagem e afins. 

Toda fonte de lucro deve fazer parte do planejamento para que você saiba exatamente para onde cada quantia será direcionada, e o quanto sobrará para iniciar 2021. 

Depois de anotar, dê importância em seguir o planejamento. Se a ceia de natal está prevista para R$500,00, faça o possível para não gastar R$550,00, pois estes R$50,00 adicionais estão previstos para outra finalidade. 

Da mesma forma, haja com todos os gastos extras. Tente de todas as formas possíveis seguir exatamente o que se propôs a fazer, e se conseguir, gaste até menos que o previsto. 

2. Pesquise. 

2020 nos reservou três desagradáveis surpresas econômicas. Tivemos uma alta desenfreada do dólar com consequente desvalorização do real e a inflação encontra-se em alta. A soma destes fatores elevou de maneira drástica os preços gerais, incluindo dos alimentos. 

Para as festas de final de ano, é comum investir em alimentação, preparando grandes ceias e churrascos com amigos e famílias.

Neste ano de 2020, importe-se em pesquisar. Avalie os supermercados, suas promoções e ofertas. Faça o possível para render seu dinheiro, e não tenha pressa de comprar. 

3. Tenha em mente que a pandemia de Covid-19 ainda não acabou. 

Um dos efeitos colaterais desta pandemia é o desemprego. Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgada no jornal El País, desde o início da pandemia mais de 700 mil empresas fecharam as portas no Brasil. 

Com menos vagas de trabalho e o desemprego em alta, é hora de se preparar para toda e qualquer situação no ano que virá. 

Para isso, lembre-se de manter seu planejamento de contas de final de ano com quantidade de dinheiro suficiente para que janeiro seja um mês tranquilo em sua casa, principalmente em caso de férias ou férias coletivas. 

 Organizando direitinho, é possível comemorar, aproveitar e ter um janeiro mais tranquilo. E para que tudo dê certo, conte com os especialistas em dinheiro da Credimogiana. Clique aqui, fale com nossa equipe e deixe seu planejamento com a gente!