Voltar     Blog
 

Dê o primeiro passo para sair do sufoco com um planejamento financeiro

17 de novembro de 2020
3 min de leitura

A crise revela muitas coisas, principalmente nossa falta de organização financeira. É comum ouvirmos expressões como “ganha mil e gasta dois mil”, em relação à dificuldade de se organizar para garantir uma vida financeira mais saudável. 

Segundo a CNN Brasil, 67% das famílias brasileiras possuem dívidas com bancos,  cartões de crédito ou crediários em lojas. Este número, datado de junho de 2020, evidencia o quanto uma crise é capaz de influenciar na economia pessoal e consequentemente nacional. 

Uma das maneiras de se organizar melhor sobre o dinheiro é com o planejamento financeiro, porém, é preciso levá-lo a sério, e não desistir, afinal, todos os meses haverá salários e gastos, de maneira que sempre será preciso se lembrar do objetivo para não “queimar” dinheiro à toa. 

Então, para iniciar seu planejamento financeiro, você precisa primeiro organizar suas contas. É ideal que você as transforme em uma tabela de Excel ou folha de caderno, para que possam sempre ser vistas e acompanhadas. Anote todos os gastos fixos, como água, luz, internet, aluguel, alimentação, combustível, financiamentos e outros, especificando o valor mensal. Para as contas de preço variável, anote uma média de valor. 

Após isso, anote os gastos esporádicos, como saídas, almoços fora de casa, compras de roupas, compras pela internet e semelhantes. 

Com tudo isso em mãos, você terá um maior vislumbre de como o dinheiro está sendo gasto, e isso te ajudará a perceber contas que podem ser diminuídas ou até mesmo zeradas. 

O segundo passo é definir seus objetivos. O que você quer com este planejamento? Deseja poupar R$ 5.000,00 em um ano, ou trocar de carro? Quais suas prioridades? Tenha anotado exatamente o que deseja e o mantenha em um local visível, para que sempre que possível, seja visto. Com um objetivo determinado, será muito mais fácil poupar e saber o por quê de estar poupando. 

Dados estes dois passos, é hora de realmente poupar. Dê atenção aos seus gastos, e a forma como administra suas contas. Mantenha a data das faturas em dia, e assim evite os juros. Diminua os gastos do final de semana, e identifique locais para comprar seus suprimentos como combustível e comida que lhe permitam poupar ao final de cada compra. 

Se não conseguir se organizar sozinho, conte com a ajuda da sua instituição financeira, como a Credimogiana. Fale com a gerência da sua conta e veja maneiras de poupar e investir seu dinheiro que lhe trarão grande retorno. 

Para falar com a Credimogiana, clique aqui.